Ineedaresu: nova solução para criar CV pela Internet

cv

Já existem muitas opções para quem quer criar currículo online, e volta e meia mostramos algum que se destaque por aqui, hoje, portanto, mostraremos mais um: ineedaresu.

ineedaresu é um projeto criado para facilitar ao máximo a criação de um currículo, apenas precisando informar os dados e escolher o modelo, para que seja possível acessá-lo de qualquer dispositivo.

Se trata de sua versão 2.0, a qual permite arrastar e soltar elementos, alterar os títulos e mostrar o resultado adaptado à telas pequenas, sempre com a opção de escolher entre vários temas disponíveis.

O resultado pode ser exportado em PDF, embora, segundo informam, já estão trabalhando na possibilidade de baixá-lo também em formato Word, o que poderia ajudar a realizar edições posteriores.

É um projeto criado pelo programador Mitch Samuels, completamente gratuito, embora seja importante lembrar que não pode ser comparado com soluções mais sofisticadas como as oferecidas por linkedin, por exemplo.

Fonte: Wwwhat’s New

Cartão digital de saúde do SUS agora está disponível para Android

Cartão SUS

O cartão físico do SUS já pode ser aposentado, pelo menos por quem utiliza o sistema Android em seu smartphone. O novo aplicativo do Sistema Único de Saúde, que deverá ser disponibilizado também para usuários de iOS até novembro, guarda não somente os dados pessoais e número de inscrição do paciente, como informações sobre sua saúde.

Disponível para download na Play Store, o app pede que o usuário insira seu número de CPF, data de nascimento e e-mail para que possa “bater” as informações com a base de dados da Receita Federal, concluindo a autenticação. Após essa etapa, o usuário terá acesso ao seu perfil de saúde, onde poderá preencher dados relacionados à sua saúde como a ocorrência de alergias, pressão alta, diabetes, se faz uso contínuo de medicamentos e armazenar exames relevantes previamente realizados.

Aplicativo Cartão SUS

O aplicativo também registra em gráficos a evolução dos dados inseridos com o tempo e apresenta todas essas informações ao médico durante o atendimento, facilitando o processo. Além disso, o app também tem um espaço para registrar contatos de emergência, o que poderá, literalmente, salvar vidas.

A criação de um aplicativo como esse é um passo significativo para a implantação de prontuários eletrônicos, que poderão ser acessados de qualquer unidade de serviço público de saúde. O resultado será, em teoria, um atendimento mais rápido e eficiente para todos. Com a popularização do uso do app, o Ministério da Saúde espera, também, economizar recursos. Somente em 2014, por exemplo, o MS destinou R$ 4 milhões para a compra de mais de 13 milhões de mídias plásticas do cartão, gasto que poderá ser redirecionado para melhorias no Sistema Público de Saúde com a redução do uso de cartões físicos.

Fonte: Canaltech

Google Chrome vai começar a bloquear conteúdo em Flash por padrão

106491.176299-Adobe-Flash-Player

O navegador do Google, o Chrome, irá parar de executar conteúdo em Flash de maneira automática a partir do dia 1º de setembro. A decisão faz parte de um movimento da empresa para melhorar o desempenho de seu navegador. O Adobe Flash ainda é amplamente utilizado em conteúdo multimídia na internet, mas, por questões de segurança e desempenho, o Google resolveu utilizar menos a plataforma.

No mês de junho, o Google disse que planejava bloquear o Flash em páginas que o conteúdo principal não utilizasse o recurso. Já em páginas onde o Flash é essencial, como em vídeos, o Chrome ainda permitirá a execução do conteúdo. De acordo com o Google, o Flash consome mais energia do computador, drenando mais rapidamente a bateria de um laptop, por exemplo.

Também há outras implicações que levaram o Google a tomar essa atitude. Vulnerabilidades no Flash são uma das maneiras mais comuns de invasão e infecção de computadores por malwares. Mesmo que a Adobe venha tomando atitudes para melhorar a segurança do Flash com atualizações mais rápidas e revisões de código, a plataforma ainda é um vetor amplamente utilizado para propagar pragas virtuais.

As alterações anunciadas pelo Google para o seu navegador terão efeito a partir do dia 1º de setembro. Os usuários terão a opção de reproduzir o conteúdo por padrão, mas eles irão precisar ajustar as configurações do navegador para que o conteúdo seja exibido de maneira automática.

O Google já converteu os conteúdos relacionados a propaganda que são baseados em Flash para HTML5, que permite que determinados tipos de vídeos sejam executados de forma nativa em navegadores da web sem a necessidade de instalação de plugins ou softwares adicionais.

Fonte: Canaltech

Windows 10 já está rodando em mais de 75 milhões de dispositivos

Windows 10

Há quase um mês, a Microsoft lançava o Windows 10. Desde então, a plataforma tem se mostrado um verdadeiro sucesso, e novos números mostram que o novo sistema operacional da companhia não para de ganhar novos adeptos. De acordo com Yusuf Mehdi, chefe de marketing do Windows, o software já está rodando em mais de 75 milhões de dispositivos.

Para efeito de comparação, nas primeiras 24 horas em que o Windows 10 foi disponibilizado, a Microsoft revelou que 14 milhões de aparelhos tinham feito a atualização para o novo sistema. Dois dias depois, o número teria saltado para 67 milhões de instalações.

Essa é uma marca impressionante, principalmente se a compararmos com o Windows 8. No primeiro mês de lançamento da geração passada, foram vendidas 40 milhões de licenças. Seis meses depois, a companhia atingiu 100 milhões aparelhos com Windows 8. Levando em consideração que em menos de um mês o Windows 10 já foi instalado em quase o dobro de máquinas de seu irmão mais velho, não deve demorar muito para que a barreira dos 100 milhões de gadgets seja batida.

Ainda segundo Yusuf, o Windows 10 opera hoje em mais de 90 mil diferentes dispositivos, entre PCs e tablets. A plataforma está presente em 192 países, o que significa que quase todas as nações do planeta possuem o sistema. Além disso, a Windows Store para o Windows 10 tem seis vezes mais downloads de aplicativos por aparelho se comparada ao Windows 8.

Outro dado diivulgado pelo executivo mostra como o Windows 10 tem sido bastante adotado pela comunidade gamer. Jogadores de Xbox One já transmitiram o equivalente a 122 anos de gameplays de seus jogos favoritos para computadores rodando o Windows 10 — é a primeira vez que um console da empresa permite fazer streaming de partidas para o PC. Já foram desbloqueadas 10 milhões de conquistas usando o sistema.

É difícil definir o que exatamente fez com que o Windows 10 conquistasse um número de adpetos em tão pouco tempo. Mas tanta popularidade pode ter uma razão: a metodologia usada pela Microsoft na distribuição do sistema.

Por se tratar de uma atualização gratuita para milhões de usuários do Windows 7 e do Windows 8.1, o software está sendo disponibilizado em fases. Primeiro foram os quase cinco milhões de usuários que participaram do programa Windows Insider, que testaram em primeira mão as principais novidades do sistema e enviaram à empresa um feedback do que está bom ou precisa melhorar. Depois, foi a vez dos donos dos Windows 7, 8 e 8.1 que fizeram a reserva do sistema em 1º de junho, logo depois que a Microsoft anunciou a data de lançamento da plataforma.

As empresas começaram a baixar o Windows 10 apenas em 1º de agosto. Mais tarde, agora no final de 2015, os primeiros celulares com Windows 8.1 poderão baixar a atualização. Há ainda um terceiro grupo que receberá o novo Windows. Este, por sua vez, integra aqueles que não participaram do Windows Insider ou que não possuem o Windows 7 ou 8.1 para baixar o sistema de graça, como por exemplo os usuários de Windows Vista, XP ou versões anteriores.

Um novo relatório breve sobre o desempenho de adoção do Windows 10 deve ser revelado em alguns dias. No entanto, não deve ser difícil de imaginar que, no ritmo atual, o sistema deve ganhar um número ainda maior de usuários.

Fonte: Canaltech

Conheça o OnHub, o novo roteador WiFi do Google que roda Gentoo

OnHub-Google

Google anunciou o lançamento de seu roteador Wifi, que vem pronto para ajudar a localizar os canais WiFi (de 2,4 e 5GHz) menos congestionados e é otimizado para protocolos e serviços como streaming e compartilhamento. Ele conta com um firmware auto-atualizável e inclui recursos que facilitam a automação residencial, incluindo suporte a protocolos adicionais como o Zigbee e ZWave.

Tecnologicamente, o uma das coisas que mais chamam a atenção é o seu sistema operacional. Ele é baseado no veteraníssimo Gentoo, e não em alguma das distribuições voltadas especificamente a esse tipo de serviço, ou em alguma versão adaptada dos produtos que o Google já desenvolveu baseados no Linux.

O Google promete atualizações de software constantes no OneHub, o que não acontece com roteadores tradicionais. Além de Wi-Fi e Bluetooth, ele poderá suportar dispositivos compatíveis com interfaces como o Smart Ready, Weave e o padrão mais recente WiFi 802.15.4.

Um vídeo promocional foi lançado para apresentar o novo produto:

O OnHub foi anunciado nos Estados Unidos por US$ 199 e deve chegar por lá nas próximas semanas. Ainda não há uma previsão de lançamento mundial.

Fonte: Revista Espírito Livre

Profissão TI

A computação continua se inovando e modificando o mundo, o ambiente que nos rodeia e as relações com nossos pares e fornecedores.

É sem precedentes o ritmo em que a tecnologia e a força computacional mudaram o mundo durante os últimos anos. Não vivemos mais com um único dispositivo e um nível básico de conexão – agora requeremos o uso de inúmeros dispositivos, tais como dispositivos para vestir, smartphones, tablets e PCs, sincronizados de forma automática e contínua para uma experiência verdadeiramente pessoal. Seria muito vasto numerar a quantidade de mudanças para os próximos anos, entretanto é importante destacar: seja o que for, é fundamental estar preparado.

Com o objetivo de acompanhar os profissionais e as companhias nas rupturas propostas pelo novo cenário tecnológico, reafirmar práticas que se tornaram deveres para as empresas e analisar quais tecnologias serão imprescindíveis para subir no trem digital, reunimos estes programas que consideramos uma chave importante para o seu desenvolvimento e o da sua organização.

Ao concluir cada um destes programas, você poderá baixar e imprimir o certificado de conclusão outorgado pela Intel.

Acesse aqui todos os programas disponíveis:

Programa de implementação de negócios e de sistemas da informação (60 horas)
Programa de Data mining e Cloud Computing (71 horas)
Programa de segurança da informação (50 horas)
Programa de tecnologia da informação (60 horas)
Programa de conceitos essenciais de management (65 horas)

Fonte: Revista TI Nordeste

Android recebe 5 mil códigos maliciosos por dia

Android

De acordo com dados divulgados pela G Data Software AG, cerca de 5 mil novas amostas de programas malware para Android foram detectados diariamente nos três primeiros meses de 2015. No total, foram mais de 440 mil softwares maliciosos detectados no período. Em média, os especialistas registraram um novo código malicioso a cada 18 segundos, em sua maioria projetados para roubar dinheiro. A previsão é que para o resto deste ano o número de novas ameaças cresça significativamente.

Os dados mostram que os cibercriminosos estão adaptando suas maneiras de atuação, utilizando ameaças para uma nova era de compras e operações financeiras feitas a partir de dispositivos móveis. Segundo a G Data, mais de 50% dos programas maliciosos para o sistema móvel do Google têm motivação exclusivamente econômica.

Os criminosos digitais aproveitam as inscrições online a serviços de chamadas ou SMS Premium para poderem realizar chantagens por meio de ransomware, software malicioso que restringe o usuário de acessar o sistema infectado, cobrando um valor de “resgate” para que esse acesso possa ser novamente estabelecido. Além disso, eles utilizam desse meio para interceptar dados durante processos de transferência de dinheiro.

Segundo o relatório, a indústria do cibercrime tem a intenção de colocar em circulação malwares especificamente projetados para atacarem o Android devido à sua consolidação como sistema operacional predominante no mercado mundial. Sendo assim, é crescente a quantidade de dispositivos inteligentes sujeitos a ataques, incluindo carros, refrigeradoras, relógios, entre outros equipados com Android.

Os especialistas que coletam os dados estão se deparando todos os dias com mais vulnerabilidades de segurança em novos equipamentos conectados. Em muitos dos casos, os dispositivos são controlados com tablets e smartphones. Assim, a probabilidade de novos ataques aumenta e eles podem ser utilizados como vetor de infecção em outros dispositivos hiperconectados.

Fonte: Canaltech

Novo bug dá acesso irrestrito a aparelhos e afeta 94% dos smartphones Android

Android caído

A empresa especializada em segurança digital Trend Micro emitiu um alerta sobre um novo bug que está afetando praticamente todos os smartphones equipados com Android. A falha é considerada grave e, segundo a companhia, afeta 94% do total de smartphones com o sistema do Google.

Ainda de acordo com a empresa de segurança, a falha ocorre por causa de um componente de debug do Android e sua exploração é extremamente fácil. Basta que uma pasta ELF (Executable and Linkable Format) seja criada com informações específicas para que o debugger apresente problemas e dê acesso ao conteúdo da memória do aparelho a indivíduos maliciosos.

A partir daí os cibercriminosos podem explorar o Android inserindo um código arbitrário para tomar conta do sistema e ter pleno controle de todo o aparelho. A falha existente está presente desde a versão 4.0 (Ice Cream Sandwich) até a atual versão 5.0 (Lollipop). Afetando as principais versões do sistema, o bug atinge um vasto número de usuários. O Google deverá resolver o problema com uma atualização de segurança no Android M, eliminando de vez o problema.

Vale lembrar que as versões 4.0 e posteriores representam 94,1% dos dispositivos Android que estão nas mãos dos utilizadores. Este número é bastante surpreendente se analisarmos que o Google lançou diversas versões para identificar o problema e corrigi-lo.

De acordo com os números da gigante das buscas, a versão mais utilizada do Android, com 39,2%, é a 4.4 (KitKat). Em seguida aparece a JellyBean, com 37,4%. A versão mais recente no mercado, o Lollipop, aparece em 12,4% dos dispositivos no mercado.

Fonte: Canaltech

Após anos de testes, Gmail oferece opção de cancelar envio de e-mail

O Google finalmente incluiu o botão de “cancelar envio” no seu Gmail. A função existia desde 2009 como parte do extinto Labs. Depois passou a ser oferecido a usuários antigos. Agora a empresa colocou a opção como parte das configurações da caixa de entrada.

Quem nunca passou pela experiência de ter mandado um e-mail e se arrependido logo depois? O botão de cancelar envio dá alguns segundos para o usuário desistir do envio e refazer a mensagem – ou apagá-la.

O recurso não será padrão. Para ativá-lo é necessário ir em “configurações > cancelar envio”. O usuário também poderá dizer quantos segundos deseja que o e-mail fique “retido” antes de ser enviado.

A novidade está disponível nos navegadores e no aplicativo Inbox do Google. O app do próprio Gmail para smartphones e tablets ainda não conta com esse recurso.

Fonte: Mundo Bit

Totvs: brasileira é uma das maiores empresas de software do mundo

Entrevista Totvs

A indústria da tecnologia da informação é crucial para a eficiência e gestão dos negócios. Tudo o que se faz hoje nas empresas demanda softwares e equipamentos para tornar processos mais eficientes – e eficiência, dinamismo e inovação são fatores cruciais para se manter à frente da concorrência em qualquer setor. Nesse ambiente a brasileira TOTVS tem feito bonito. É a maior empresa de software por aqui, e a 8a. maior do mundo com presença em quase 40 países. Para conhecer um pouco mais da empresa, conversamos com Rodrigo Caserta, VP da Totvs.


Fonte: Canaltech Corporate