Expresso V3 é adotado na Argentina

expressov3_argentina

O Expresso V3 já é a ferramenta de comunicação segura para os governos do Brasil e Uruguai. Agora, chegou a vez da Argentina também optar pela solução de comunicação. De acordo com Daniel Coletti, presidente da Câmara Argentina de Empresas de Software Livre (Cadesol), que liderou estudo encomendado pelo governo daquele país para avaliação de diversas soluções de correio eletrônico, a Cadesol fez a opção pelo Expresso V3, solução desenvolvida pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

“Ainda em 2013, contextualizado pelo cenário de espionagem e acessos indevidos aos sistemas de comunicação por agências de inteligência estrangeiras, o governo argentino também sentiu necessidade de salvaguardar a segurança da informação. Assim analisamos diversas soluções sob múltiplos pontos de vista e a nossa escolha foi pelo Expresso V3, considerando desde a facilidade de instalação e migração das atuais contas, o suporte exposto em comunidade e principalmente a segurança com criptografia e certificação digital que deve garantir a confidencialidade dos dados”, ressalta Coletti.

A comunidade argentina em torno da solução Expresso V3 ainda está em formação e pretende agregar mais funcionalidades à ferramenta, como por exemplo módulos integrados de outras soluções como o Moodle (um software livre, de apoio à aprendizagem). “Esse conjunto de características do Expresso, como o acesso ao código-fonte, capacidade modular da solução, possibilidade de uso de certificado digital, criptografia e ainda o fato de ser uma solução de governo para uso do governo pesou bastante em nossa escolha”, explica Coletti, citando também o fato de a ferramenta ser comprovadamente bem utilizada pelo Serpro. “Não há na Argentina nenhum software comercial que atenda todas as necessidades, e a eficácia e segurança do Expresso já pode ser atestada pelo Serpro, que administra hoje quase 50 mil contas no Expresso V3”, ressaltou.

Ainda segundo Coletti, o Expresso V3 será implantado inicialmente na Administração Nacional de Aviação Civil (Anac) do país, que possui cerca de 3 mil usuários, além de nos governos de Santiago Del Estero, Chubut, Santa Cruz e Neuquén.

Coletti esteve neste mês no Brasil, onde participou de reuniões da comunidade Expresso V3 e apresentou palestra na 15ª edição do Fórum Internacional Software Livre (Fisl 15).

Fonte: Serpro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s